quinta-feira, 23 de maio de 2013

Livro "Através do Espelho" de Jostein Gaarder


Hoje vou escrever sobre o livro "Através de Espelho" de Jostein Gaarder, indicado por minha amiga Andressa Hentges, a qual amou ler e eu posso dizer o mesmo. O livro retrata a história da menina Cecília Skotbu, a qual enfrenta um câncer, ela passa o tempo todo em seu quarto, deitada na cama. Ela está morrendo. Sua história é uma preparação para a morte e por isso é também um mergulho para a vida. O estado de Cecília choca e comove sua família porém ela tem certeza de que irá melhorar, porém a família vê que é o fim. Certa noite Cecília se depara com Ariel, um anjo de Deus. E a partir de então ela começa a vê-lo com muita frequência. Com Ariel, Cecília tem momentos mágicos, de aprendizado e até mesmo de alegrias, juntos fazem pequenas viagens imaginárias, ela conversa muito a respeito da vida, de nossa origens, de onde viemos, para onde vamos. Fazendo então Ariel conhecer a vida terrestre, mas também Cecília questiona Ariel sobre a vida celestial, descobrindo como é a vida dos anjos e ver o significado de ter uma natureza incorpórea. Chegando Dezembro, todos estão em clima de Natal, cai neve lá fora, Cecília adora o Natal, adora a neve, porém não poderá sair da sua cama. O livro realmente não conta quando ela morre, mas pode-se entender nitidamente que a doença era câncer pelos sintomas que aparenta ao longo da história como cabelo faltando, a pele pálida, a fragilidade de sua saúde. Ariel então, seu anjo querido aparece para ajudá-la, consolá-la, e fazer companhia para seu destino, na qual terminará com seu sofrimento, ela morre como quem viaja, prestando atenção em tudo. Através de seu olhar profundo, o outro lado do espelho se torna um pouco mais claro para nós. Acredito que vale muito a pena ler este livro, vai mudar seu modo de pensar e agir! Recomendo! A baixo seguem as melhores citações contidas no livro: 

"Pode perfeitamente dizer que o Mundo vai ao encontro da criança. Nascer significa ganhar o Mundo como presente."

Mas a lua não tem luz própria”, protestou Cecília. “Ela é como um espelho que reflete a luz do sol.”
“Sim”, concordou Ariel, “mas o sol também não tem luz própria. Ele é apenas um espelho que reflete a luz de Deus.


Assim como o céu se espelha no mar, também Deus pode se espelhar num par de olhos humanos. Pois os olhos são o espelho da alma, e Deus é capaz de se refletir numa alma humana.

“Nem sempre a gente pensa no que está fazendo. Ás vezes a gente tropeça nas palavras.”

Não é engraçado que a gente fique com lágrimas nos olhos porque gosta muito de alguém?

“Talvez uma coisa bonita ás vezes nos deixe tristes porque sabemos que não vai durar para sempre.”

O tempo é como um rio que corre sem parar, levando todo o mundo embora, gerações e gerações.

"A cada segundo, Deus sacode a manga do paletó e solta algumas crianças novinhas em folha, que caem no mundo. Abracadabra! E a cada segundo algumas pessoas também desaparecem. É uma longa fila, Cecília, longuíssima. E quando chega a hora, chega a hora, e você tem que ir embora…"

"Nós enxergamos tudo num espelho, obscuramente. Às vezes conseguimos espiar através do espelho e ter uma visão de como as coisas são do outro lado. Se conseguimos polir mais esse espelho, veríamos muito mais coisas. Porém não enxergaríamos mais a nós mesmos." 

Nós choramos quando alguma coisa é triste. E às vezes também derramamos uma lágrima quando alguma coisa é muito bela. Quando algo é engraçado ou feio, nós rimos. Talvez algo muito bonito também nos deixe triste porque sabemos que não vai durar para sempre. E rimos do que é feio porque compreendemos que é só uma brincadeira.


SOBRE O AUTOR: Jostein Gaarder é Norueguês, e foi professor de Filosofia durante muitos anos, o seu livro de maior sucesso e reconhecimento foi O mundo de sofia, que fala exatamente sobre filosofia. Mas escreveu diversos outros romances que lidam com questões da vida. Pessoalmente, ele é uma graça, divertido e só posso sonhar como seria ter um professor de filosofia como ele. hehe ;)

Até o próximo post! ;) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário